Rádio Progresso AM 1530
Ouvir

MP-RS recorre da decisão que negou prisão de homem que espancou cão até a morte em Rio Grande

Cachorro da raça buldogue inglês sofreu diversos golpes com um objeto semelhante a um porrete. Buldogue inglês foi espancado até a morte em Rio Grande

Divulgação / MP-RS

O Ministério Público do RS recorreu, na noite de segunda-feira (24), da decisão da Justiça que não aceitou o pedido de prisão preventiva do suspeito de espancar um cachorro até a morte em Rio Grande, na Região Sul do estado. O caso aconteceu no dia 15 de janeiro.

Na ocasião, um homem, que é servidor da prefeitura da cidade, espancou até a morte um cachorro da raça buldogue inglês em um estacionamento. O cão sofreu diversos golpes com um objeto semelhante a um porrete.

A denúncia do Ministério Público foi ajuizada na última sexta-feira (21) pela promotora de Justiça Especializada de Rio Grande, Camile Balzano de Mattos, e foi recebida pelo juiz da 2ª Vara Criminal da comarca, onde passou a tramitar.

De acordo com a promotora, as peças que instruem o inquérito policial não deixam dúvidas a respeito da materialidade e dos indícios da autoria do crime, destacando as imagens das câmeras de segurança e o próprio depoimento do investigado.

O MP recorreu da decisão por entender que, ainda que o acusado não possua antecedentes, "as imagens das câmeras de segurança, que o mostram desferindo diversos golpes na cabeça do animal até matá-lo, de forma extremamente cruel, demonstram, de forma inequívoca, sua periculosidade e seu descontrole diante de uma situação que o incomodava, sendo necessária a decretação de sua prisão preventiva como forma de garantia da ordem pública, a fim de evitar a reiteração da conduta".

Homem espanca cachorro até a morte em Rio Grande

VÍDEOS: Tudo sobre o RS

NOTÍCIAS MAIS LIDAS
NOSSOS PARCEIROS